terça-feira, 21 de novembro de 2017

Novo golpe tem páginas falsas de diversas lojas; veja

Pouco antes da data oficial da Black Friday, que acontece na próxima sexta-feira, dia 24, páginas falsas usando nomes de grandes empresas já estão no ar. Golpistas estão atraindo vítimas com cópias quase perfeitas dos sites originais e preços bem abaixo do comum.
O celular Samsung Galaxy J7, nas páginas falsas do Ponto Frio e das Casas Bahia, está sendo oferecido de R$ 1.299,00 por R$ 500,00. Ao fazer a pesquisa dos itens nos sites verdadeiros das empresas, a diferença dos preços é gritante: R$ 1.099,00 e R$ 1.069,00, respectivamente.

Continue lendo >>

domingo, 19 de novembro de 2017

Adolescente é morto com uma facada no peito

O adolescente Jhonatas Silva de Jesus, de 15 anos, foi morto na tarde deste sábado (18) em frente ao estádio que fica no bairro Cruzeirão em Cruzeiro do Sul, no interior do Acre.

O jovem foi ferido com uma facada no peito esquerdo, chegou a ser atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu no hospital da cidade.

O pai da vítima, José da Silva, de 47 anos, conta que testemunhas informaram que o garoto havia soltado uma brincadeira com o autor enquanto estava no estádio. Após isso, o menino estava em uma sorveteria quando foi abordado pelo autor do crime com uma faca.

Continue lendo >>

Como a MP que muda a reforma trabalhista afeta a sua vida

A reforma trabalhista – definida pela lei 13.467/2017 – nem bem entrou em vigor e já foi alterada pela Medida Provisória 808, publicada pelo presidente Michel Temer na última terça-feira, dia 14.

A MP já está valendo mas para virar lei, de fato, terá que percorrer um caminho de apreciação no Congresso Nacional. O prazo constitucional para avaliação no Legislativo é de 60 dias prorrogável por mais 60 dias, com suspensão durante o período de recesso.

Como está agora, a medida beneficia os empregados, na opinião de Gisela Freire, sócia do escritório Souza Cescon. “Não diminuiu nenhum direito ou garantia previsto na lei 13.467/2017. Ao contrário, corrigiu algumas disposições que colocavam o empregado em posição mais vulnerável”, diz Gisela.

Continue lendo >>

quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Professora e estagiária são filmadas ao colocar alunos dentro de saco de lixo em Restinga, SP; vídeo

Mães foram à polícia após filhos de 3 e 4 anos relatarem castigos por mau comportamento em sala de aula. Prefeitura afastou a docente e diz que estagiária foi desligada.

Imagens feitas pela câmera de segurança da sala de aula de uma creche municipal em Restinga (SP) mostram alunos de 3 e 4 anos sendo colocados dentro de um saco de lixo pela professora e pela estagiária. Os vídeos foram anexados ao inquérito da Polícia Civil, instaurado em outubro, para apurar as denúncias de maus-tratos feitas pelas mães das crianças.

Continue lendo >>

domingo, 12 de novembro de 2017

Órgãos abrem inscrições para mais de seiscentas vagas

Pelo menos 14 órgãos abrem as inscrições nesta segunda-feira (13) para 660 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de todos os níveis de escolaridade. Os salários chegam a R$ 14.030,14.

Veja abaixo mais detalhes das seleções:


Câmara de Clevelândia (PR)

A Câmara Municipal de Clevelândia (PR) abriu concurso público para 4 vagas para os cargos de procurador jurídico, agente administrativo e zelador. Os salários vão de R$ 937 a R$ 4.169,23. As inscrições devem ser feitas de 13 a 30 de novembro www.concursosfau.com.br. As taxas variam de R$ 30 a R$ 180 

Continue lendo >>

sábado, 11 de novembro de 2017

M.Officer ficará 10 anos fora de SP por trabalho escravo

A decisão mantém o pagamento de R$ 6 milhões pela prática de trabalho análogo à escravidão e para o "cumprimento de várias obrigações trabalhistas"

A M5 Indústria e Comércio, dona da marca M. Officer, condenada em 1ª instância por submeter trabalhadores a condições análogas à de escravidão, pode ficar proibida de comercializar roupas no Estado de São Paulo por até 10 anos.

A decisão da 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (TRT-SP) nesta quarta-feira, 8, mantém a condenação em 1ª instância e o pagamento de R$ 6 milhões pela prática de trabalho análogo à escravidão e para o “cumprimento de várias obrigações trabalhistas”.

Continue lendo >>

Seguidores

Total de visualizações de página

  ©Direito Atualizado Blog - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo